Fundação VW participa de encontro sobre educação realizado pelo governo britânico

O objetivo foi dialogar sobre o programa “Skills for Prosperity”
Publicado em
Foto: Prosperity Programme Brazil

No dia 14 de março, a Fundação Volkswagen participou de um evento sobre educação, organizado pelo Governo do Reino Unido em São Paulo (SP). O objetivo do encontro foi dialogar sobre o programa “Skills for Prosperity”, iniciativa britânica que visa a apoiar nove países de renda média, entre eles o Brasil, para a melhoria do acesso, qualidade, relevância e equidade do ensino da Língua Inglesa, incluindo formação técnica e profissional e educação superior.

“O propósito deste evento é fornecermos informações sobre o programa. Além disso, será uma oportunidade para coletarmos ideias e perspectivas a respeito das intervenções que foram desenhadas, abordarmos elementos de inclusão e igualdade de gênero e favorecermos o engajamento entre atores ligados às áreas temáticas”, afirmou Adriana Balducci, líder do “Skills for Prosperity” no Brasil e representante da Embaixada do Reino Unido.

“Somente 5% dos brasileiros declaram ter conhecimentos de inglês, dos quais a maior parte possui apenas nível básico de proficiência. Com essa iniciativa, poderemos contribuir para o desenvolvimento socioeconômico do País, melhorando a qualificação e dialogando com as competências propostas pela Base Nacional Comum Curricular recém-aprovada”, concluiu Adriana.

O encontro contemplou a discussão e a troca de conhecimentos entre os participantes, que foram convidados em virtude de sua experiência em educação. “A Fundação Volkswagen investe na qualificação de educadores e, sobretudo, na proposição de melhorias para políticas educacionais. Acreditamos que as parcerias públicas são fundamentais para transformarmos, efetivamente, a educação brasileira. Além disso, é necessário considerar a diversidade que caracteriza o território do nosso País, com suas distintas realidades regionais. Isso é essencial para o êxito de qualquer iniciativa educacional”, ponderou Vitor Hugo Neia, representante da Diretoria Executiva da Fundação VW.

“Ao falarmos de igualdade de gênero e inclusão social, também devemos considerar as pessoas com deficiência. Acreditamos que não é possível construirmos um projeto que seja, de fato, para todos sem adotarmos esse princípio desde o ponto de partida. A inclusão de pessoas com deficiência é uma das causas abraçadas pela Fundação Volkswagen”, finalizou Vitor Hugo.

As reflexões que surgiram ao longo do evento contribuirão para aperfeiçoar a formatação do programa, incluindo seu modelo de implantação e próximos passos de execução. Saiba mais sobre o Prosperity Fund no portal do governo britânico.

 
O conteúdo do nosso site pode ser acessível em Libras usando o VLibras